Dia Internacional da Mulher: nosso dia é todo dia

Dia internacional da mulher


Por Karol Pinheiro

Eu acredito no poder, e quando digo poder, não estou me referindo aos superpoderes que só existem nos filmes (tipo saber voar ou ter visão de raio-x), falo sobre garra, força, coragem…ser mulher exige que a gente encare verdadeiras batalhas diariamente:

– Lutar contra os padrões de comportamento que insistem em nos impor o que fazer, o que dizer, onde ir, com quem se relacionar…

– Vencer o estereotipo de tudo aquilo que mulheres não podem ser: bem sucedidas por mérito próprio, interessadas em make e moda sem serem fúteis, boas mães que trabalham fora, gatas e inteligentes, gordas e felizes…

– Combater frases, atitudes e imposições machistas, mesmo que muitas vezes tenhamos medo…

– Inspirar familiares, amigos, colegas de trabalho, conhecidos a reconhecerem que a igualdade de gêneros não existe, importa e deve ser discutida sempre…

– Fortalecer os apoiadores de causas que impactem diretamente nas nossas vidas… (alô, Salon Line, Se eu Quiser eu posso!).

– Criar redes de apoio capazes de fazer outras mulheres terem a certeza de que não estão sozinhas…

– Salvar crianças dos conceitos antigos que não fazem sentido nenhum nos dias de hoje…

E, viu, nem precisa chamar de heroína. Eu sei que depois disso tudo, mulheres parecem mesmo obra inventada dessas histórias cheias de vilões dos quadrinhos. Mas somos reais! De carne e osso, cheias de sonhos, ideias, traumas, vontades e histórias. Que o dia 8 de Março sirva para lembrar quem costuma esquecer da importância de bater sempre na mesma tecla: lugar de mulher é onde ela quiser!

Veja também

Dia Internacional da Mulher: nosso dia é todo dia
4.8 (95%) 4 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa Notícia