O que é e por que ter uma doula ao seu lado durante a gravidez e na hora do parto

A gestação e o parto são momentos singulares na vida de muitas mulheres, carregados de emoções e anseios. Há aquelas que além da família e amigas que já passaram pela experiência buscam orientação com profissionais que tem como principal objetivo acompanhar a futura mãe durante toda a gestação, no parto e nas incertezas e descobertas após o nascimento do bebê – e é aqui que se encaixa a doula.

A doula, profissional reconhecida pela Organização Mundial de Saúde, tem sido peça fundamental na humanização do parto e no apoio emocional para muitas mulheres no pré-natal e o pós-parto. Para entender o que a doula faz e a importância dessa profissional na gravidez e na hora do parto, conversamos com a doula, educadora perinatal, consultora em amamentação e criadora do Materniza, Luiza Avellar.

Salon Line: O que é uma doula?

Luiza Avellar: Doula vem do grego e significa “mulher que serve”. Depois que você conhece o trabalho de uma doula, percebe que esse significado é o mais real possível. Nós acompanhamos as mulheres durante toda a gestação, trabalho de parto e pós parto inicial. Ajudamos com informações, com apoio físico e apoio emocional. Servimos famílias para trazer mais conforto, segurança e bem-estar no momento mais importante da vida delas. Para ser doula tem que ter o dom da sensibilidade e do olhar pro outro, do cuidar

SL: Como escolher uma doula?

LA: Muita gente fala pra escolher uma que more perto de você. Acho que isso é uma coisa que pode ajudar sim, mas não é o mais importante. A melhor forma de escolher sua doula é buscar aquela que você mais se identifica, pois a doula estará com você no momento não só mais importante, mas também o mais íntimo da sua vida, então precisa ser alguém com quem você vai se sentir à vontade e irá criar um vínculo, uma confiança. Hoje as redes sociais (Instagram principalmente) ajudam muito porque por ali você já vê um pouco do dia a dia da doula, do jeito dela de falar, das coisas que ela acredita, daí consegue ver se tem o seu perfil.

SL: O que a doula faz antes, durante e depois do parto?

LA: Antes do parto, o trabalho que talvez seja o mais importante de todos, é o trabalho de educação perinatal. Passamos informações baseadas em evidências científicas sobre gestação, parto, puerpério e amamentação, tiramos dúvidas e sugerimos leituras para estudo. Também orientamos sobre o cenário obstétrico e podemos indicar hospitais e profissionais da humanização para ajudar a gestante a escolher o caminho que melhor se adequa à sua família. Durante o parto, somos as primeiras a chegar e as últimas a irmos embora. Chegamos normalmente ainda na fase latente na casa da família e ajudamos a identificar as fases do trabalho de parto para não ir tão precoce pro hospital. Além disso, ajudamos com técnicas não farmacológicas de alívio da dor e muito apoio emocional e encorajamento. No pós parto, ajudamos com apoio emocional, conselhos, auxílio com amamentação, dúvidas sobre cuidados com o recém-nascido, etc.

SL: O que a doula não faz?

LA: Uma doula não é capacitada para o suporte técnico. Não é uma profissional técnica. Por mais profundamente que ela conheça a parte técnica (mesmo que seja formada em medicina ou enfermagem), ela não está ali para observar isso. Ninguém pode acumular função. O olhar da doula é um olhar de cuidado voltado pra mulher. Um profissional técnico (médicos e enfermeiras) tem uma responsabilidade nas mãos que não dá pra ficar pensando o tempo todo no conforto já que precisa se atentar aos detalhes técnicos. Como a doula tem esse olhar todo voltado pro cuidado, conforto da parturiente, a doula não pode fazer toque pra ver dilatação, auscultar batimento do bebê e ver sinais vitais da mãe.

SL: Quais as vantagens de ter uma doula na gestação e no parto?

LA: Na gestação a mulher que tem uma doula tem a quem recorrer quando surgir uma dúvida, anseio ou preocupação (muitas vezes os médicos demoram a responder por conta do atendimento em consultório e quem faz pré natal pelo SUS não tem um médico individual para tirar dúvidas no dia a dia). A doula vai responder sempre que puder e vai ajudar com que a mulher se sinta mais tranquila. No parto, já existem estudos que mostram que a presença da doula diminui as cesáreas desnecessárias, diminui os pedidos por analgesia, diminui os casos de depressão pós-parto, aumenta a satisfação com o próprio parto e muitos outros benefícios que são graças a esse suporte físico e emocional.

SL: O acompanhante pode substituir a doula?

LA: Não. O acompanhante tem um papel fundamental também no parto, mas ele jamais conseguirá fazer o papel da doula, mesmo que estude pra isso, porque não tem a experiência e o olhar profissional de uma doula e porque também está envolvido com aquele parto de forma mais profunda. A maioria das vezes, o acompanhante acaba sendo o marido ou a mãe/irmã da parturiente e são pessoas muito próximas da mulher, que darão um outro apoio (o apoio mais afetivo e defensivo), mas estão muito envolvidos para cumprir o papel profissional de uma doula. É difícil ver a pessoa que você ama sentindo dor, é difícil passar horas e horas num trabalho de parto que seu filho/neto está nascendo e você fica preocupado com o entorno. A doula, inclusive, também estará dando apoio pro acompanhante. Doula, parturiente e acompanhante precisam ser um trio no parto.

Se você é ou conhece uma futura mãe, considere a doula para transformar a gravidez e o parto em uma experiência mais consciente e tranquila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Horas
minutos
segundos