O que meu cabelo me ensinou?

Thiessa

Cabelo é algo que pode mexer muito com a gente e a relação que temos com o outro. No meu caso, através de toda minha experiência de vida, entendi que ele me trouxe diversos ensinamentos, desde dos mais simples até os mais profundos.

Quando criança, meu cabelo me ensinou que a sociedade tenta sempre definir como nosso ele deve ser e que ser diferente do padrão gera conflitos apenas porque você está sendo como quer.

Leia também: Padrão de beleza realmente importa?

Anos mais trade, depois de conquistar maior liberdade e ter mais escolhas sobre o que queria e quem eu era, percebi que o cabelo estar do jeito que eu sempre quis me fazia bem e sempre me trouxe sensação de bem-estar. Por isso sempre cuidei tanto dele – e a Salon Line está sempre comigo onde quer que eu vá!

Estar com os fios sempre impecáveis é um desafio! Afinal, tem dias que o cabelo não está afim – igual a gente que tem dias que nada parece dar certo mesmo estando tudo bem. Aliás, todos precisam de um psicólogo para nos ajudar a nos entender melhor! Eu acredito que dias melhores virão!

Voltando aos cabelos: cuidar deles com carinho é, sem dúvidas, uma rotina de relaxamento. Nós precisamos descansar, parar em algum momento e nos dar atenção, ou seja, não adianta nos sobrecarregar.

Leia também: Cabelos lindos: Dicas de cuidados para o dia a dia

Atualmente percebo que o cabelo não define o que ou quem você é! Anos atrás sempre quis o cabelo comprido porque a sociedade dizia que cabelo comprido era feminino. Porém, anos depois, percebi que o que faz você ser você é VOCÊ! Cabelo curto, comprido, cacheado, cabelos lisos, coloridos, sem cabelo… O importante é você estar em sintonia com você mesma!

Em resumo: meu cabelo me ensinou que sempre vão tentar te moldar e te dizer como você deve ser e quem você deve ser. Mas, é preciso sempre lutar para ser quem você é! E ser quem você é da melhor forma possível traz conforto e relaxamento! E existem dias que nós precisamos descansar!

Leia também: Meu cabelo me representa”: Histórias sobre aceitação do cabelo crespo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa Notícia