Como combater a queda de cabelo por estresse?

Embora seja confundida com a calvície em muitos casos, a perda excessiva de fios pode estar, na verdade, intimamente ligada ao emocional de um paciente. É o caso da queda de cabelo por estresse, que acomete de 1 a 2% da população e afeta homens e mulheres de todas as idades.

Conhecida popularmente como “pelada”, o nome da doença que causa queda de cabelo por estresse é alopecia areata e, na verdade, se trata de uma condição caracterizada pela perda de cabelo ou de pelos em áreas arredondadas ou ovais do couro cabeludo ou em outras partes do corpo.

A alopecia areata costuma surgir até três meses após um episódio de estresse intenso. Isso acontece porque, quando estamos estressados, o sistema imunológico fica contra os folículos, fazendo com que ocorra a queda deles em pequenas ou grandes quantidades. Apenas em situações extremas é que ocorre a perda de todos os fios.

Leia também: Desestressar: melhores técnicas de relaxamento

Além disso, o estresse agudo eleva as taxas de cortisol no organismo, o que também leva a queda dos fios. Quando o cérebro é “obrigado” a ficar em constante alerta, há uma maior demanda de vitaminas e proteínas e, por entender que os cabelos não são tão importantes, o organismo usa para si todos os nutrientes que antes eram destinados às madeixas.

Justamente por isso é que o tratamento contra queda de cabelo por estresse envolve a ingestão vitamínica. Apesar disso, é importante lembrar que não adianta cuidar apenas das madeixas se o problema emocional não for tratado. Para combater o problema, é preciso combater também a sua raiz.

Confira abaixo quais são as medidas mais efetivas contra a queda de cabelo por estresse.

Busque ajuda médica

Se você notou que seu cabelo anda caindo muito além do normal – naturalmente, o ser humano perde cerca de 100 fios por dia -, o primeiro passo deve ser buscar ajuda de um tricologista (dermatologista especializado em doenças do couro cabeludo). O diagnóstico precoce é fundamental para reverter os quadros de alopecia areata.

Geralmente, o tratamento contra queda de cabelo por estresse envolve a ingestão de suplementos vitamínicos ou de remédios vasodilatadores, além da aplicação local de cremes contendo corticosteróides. Em alguns casos, também vale a pena investir em cosméticos que combatem a queda capilar, como o Tônico Fortalecedor S.O.S Bomba.

Busque ajuda psicológica

Em casos de queda de cabelo por estresse, o tratamento psicológico é tão – ou até mais – importante quanto o tratamento médico. Além de ser fundamental para lidar com estresses e traumas, a terapia também é fundamental para a autoestima, que tende a ficar bastante comprometida após episódios de queda de cabelo.

Leia também: Técnicas de relaxamento: como aliviar as tensões do dia a dia em simples passos

Por isso, não tenha vergonha de buscar ajuda psicológica. O ideal, é claro, é fazer isso com um profissional que faça um verdadeiro acompanhamento psicológico mas se, por algum motivo, você não queira esse tipo de auxílio, não deixe de conversar com amigos, famílias e outras pessoas de confiança caso você esteja enfrentando algum problema pessoal.

Fortaleça seu sistema imunológico

Em 20% a 30% dos casos, a alopecia pode estar associada a enfermidades de natureza imunológica. No caso da alopecia areata, o sistema imunológico também é afetado e, por esse motivo, é importante recorrer à medidas que aumentam a imunidade no corpo, preferencialmente as naturais.

Para isso, você pode investir em uma alimentação rica em vitaminas C (presente na laranja, por exemplo) e E (presente grãos, folhas verdes e óleos vegetais), fazer exercícios físicos leves regularmente, garantir boas noites de sono e evitar maus hábitos como fumar ou beber em excesso.

Invista em alimentos para fortalecer o cabelo

Outra medida que pode auxiliar é apostar em uma dieta rica em alimentos para fortalecer o cabelo, pois eles ajudam a promover uma mudança de dentro para fora. O salmão, por exemplo, facilita a chegada de nutrientes e melhorar a circulação, já que conta com ácido graxo, ômega 3 e selênio.

A soja também é uma forte aliada no combate à queda de cabelo por estresse porque é uma ótima fonte de proteína que garante que novos fios cresçam sempre que outros caírem. Laranja, morango, cenoura, agrião e espinafre são ingredientes fáceis de encontrar e que ajudam no fortalecimento dos fios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Horas
minutos
segundos