Cauterização: qual a importância desse tratamento?

Muitas pessoas costumam recorrer à cauterização para restaurar os cabelos ressecados, opacos, quebradiços, danificados e sem vida. Mas você entende perfeitamente como a cauterização age na restauração dos cabelos? Saiba agora a importância desse tratamento para manter os fios sempre saudáveis. Vamos lá? Cauterização: o que é? A cauterização é um tratamento termoativo à base […]

mulher fazendo cauterização

Muitas pessoas costumam recorrer à cauterização para restaurar os cabelos ressecados, opacos, quebradiços, danificados e sem vida. Mas você entende perfeitamente como a cauterização age na restauração dos cabelos? Saiba agora a importância desse tratamento para manter os fios sempre saudáveis. Vamos lá?

Cauterização: o que é?

A cauterização é um tratamento termoativo à base de queratina, capaz de revitalizar os cabelos, tratando-os de dentro para fora, com uma hidratação profunda. Como diariamente nossos cabelos sofrem perda de proteínas, água e nutrientes, devido a fatores como incidência de raio solar, poluição, cloro da água, uso de ferramentas de calor em excesso e procedimentos químicos, os fios apresentam grande tendência ao ressecamento, à quebra e ao enfraquecimento.

Cauterização: quando fazer?

A cauterização é, sem dúvida, a solução ideal para cabelos danificados, secos, porosos e sem vida. Dessa forma, assim que você perceber que seus cabelos estão apresentando características como essas, recorrer à cauterização é um passo fundamental.
Um detalhe importante é que a cauterização é um tratamento indicado para todos os tipos de fio, curvaturas e texturas, desde que apresentem danos na fibra capilar, porque a ação da queratina nos cabelos é capaz de promover a proteção da cutícula e preencher as falhas provocadas pelos fatores externos já citados ou por uma possível deficiência do organismo.

Cauterização: como é feita?

O tratamento de cauterização capilar é realizado após a lavagem dos fios com um shampoo antirresíduos e a aplicação de uma máscara hidratante. Depois desse processo e devidamente enxaguados, os cabelos recebem a aplicação da queratina líquida em todo o seu comprimento, aguardando o tempo de ação indicado na embalagem do produto. Na sequência, os fios são secos com um secador de cabelos e selados com o auxílio de uma prancha modeladora.
Recomenda-se que esse processo seja realizado por um bom profissional e não em casa sem a supervisão de um especialista.

Cauterização: por que recorrer a um bom profissional?

Como a queratina compõe 90% da fibra capilar, repor essa proteína é garantia de cabelos mais resistentes e fortes. No entanto, é válido alertar que o excesso de queratina pode endurecer os fios, deixando-os sem movimento. Justamente por isso, recorrer a um profissional de confiança é essencial para o sucesso do tratamento.

Cauterização: quanto tempo dura seu efeito?

O efeito da cauterização capilar dura, em média, 30 dias, mas pode variar devido ao seu tipo de cabelo e aos danos que os seus fios sofreram anteriormente. O processo pode ser realizado novamente após esse período.

Cauterização: qual a diferença entre ela e a reconstrução capilar?

A reconstrução capilar também é um tratamento realizado a base de queratina, assim como a cauterização, entretanto, na cauterização usa-se a queratina líquida no processo e também uma fonte de calor para selar o tratamento.
Já a reconstrução, é realizada somente com a aplicação de produtos a base de queratina, havendo o enxágue após e sem o uso de ferramentas de calor. A reconstrução capilar com a queratina líquida pura também existe, porém, o produto é retirado do cabelo com água ao final do processo e a etapa de selagem com as ferramentas de calor não existe nesse tratamento, conforme explicamos acima.
Para manter o bom resultado da cauterização nos fios, estabelecer e seguir uma rotina intercalada de tratamentos, como hidratação capilar, nutrição e reconstrução, é essencial!

Agora que você já conhece o poder de uma boa cauterização, não tem mais motivos para exibir fios danificados por aí, não é mesmo? E então, bora cauterizar os fios?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa Notícia