Balaiagem: conheça tudo sobre a técnica e aposte sem medo

Não adianta, cedo ou tarde, toda mulher sente vontade de clarear ou mudar a cor dos cabelos, seja para fios claros ou escuros. E entre tantas opções de técnicas, uma que faz muito sucesso por conta de seu efeito natural é a balaiagem. Para saber mais sobre esse procedimento, fique de olho aqui.

O que é balaiagem?

O nome balayage vem do francês e quer dizer “varredura” (em tradução livre), que significa exatamente isso: “varrer” o cabelo todo com outros tons de mechas. Normalmente, são usados de dois a três tons abaixo da cor original dos fios, com o objetivo de dar um efeito natural ao procedimento, como se as madeixas tivessem sido douradas pelo sol.

Qual a diferença entre mechas, reflexos, luzes e balaiagem?

Para entender melhor sobre balaiagem, veja a diferença com as outras técnicas.

  • Mechas: são mais espessas e utilizam-se de dois a três tons intercalados de acordo com o tom da pele e efeito desejado;
  • Reflexos: são mechas mais finas e marcadas, proporcionando um clareamento intenso ou apenas um “tom sobre tom” nos fios;
  • Luzes: geralmente são feitas em um único tom a partir de mechas finíssimas espalhadas por todo o cabelo;
  • Balaiagem: lembra bastante as mechas, entretanto são mais finas e espalhadas por toda a cabeça, dando um efeito super natural aos fios.

Como escolher a tonalidade certa da balaiagem?

Existem algumas regrinhas que ajudam muito na hora de escolher a tonalidade. Por exemplo, peles claras combinam super com tons cobre, marrom claro e mel. Já as morenas e negras ficam lindas com tons caramelo ou canela. Todos eles proporcionam um visual sutil e natural ao look. Vale lembrar que as onduladas e cacheadas podem apostar também em tons dourados para realçar as molinhas ou as ondas naturais. Dica geral: evite mais que dois ou três tons mais claros do que a cor natural das suas madeixas – pode ficar artificial demais.

Quais cuidados adotar pós procedimento da balaiagem?

Simples! Qualquer tintura danifica os fios, certo? Então o ideal é redobrar os cuidados:

  • Cronograma capilar: ele é composto pelas etapas de hidratação, nutrição e reconstrução, e tem como função devolver água, lipídeos e queratina que foram perdidos das madeixas;
  • Umectação capilar: deve ser feita com um óleo 100% vegetal 30 minutinhos antes do banho ou durante a noite também, conhecida como umectação noturna;
  • Produtos matizadores: para quem optou por um loiro natural, acinzentado ou qualquer outro tom, tenha sempre produtos que neutralizam, matizam e desamarelam os fios;
  • Produtos com proteção UV: ajudam a proteger as madeixas dos raios solares;
  • Retoque de raiz: pode ser feito a cada três meses ou sempre que sentir necessidade.
Avalie esse conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa Notícia